Global Statistics

All countries
137,324,866
Confirmed
Updated on 13 de April de 2021 06:28
All countries
110,500,137
Recovered
Updated on 13 de April de 2021 06:28
All countries
2,961,050
Deaths
Updated on 13 de April de 2021 06:28

O Dr. Marco Antonio Fortes aborda a doença renal Glomerulonefrite

A Glomerulonefrite é uma doença renal, afirma o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, em que há uma inflamação do glomérulo: conjunto de vasos sanguíneos localizados nos rins que se ramificam e são responsáveis por filtrar o sangue e formar a urina. As Glomerulonefrites são classificadas em algumas categorias: primárias, secundárias, hereditárias, agudas, ou crônicas.

Como dito acima, existem alguns tipos de glomerulonefrite; a primária tem origem nos rins; a secundária tem origem com diversos distúrbios; já as agudas ocorrem em uma situação ocasional por um curto período e as crônicas em situações constantes e frequentes; por fim, a Glomerulopatias hereditárias conhecidas pela Síndrome de Alport e Doença de Fabry.

Os sintomas variam de tipo de glomerulonefrite, por exemplo, quem desenvolve a aguda possui sintomas sutis, como edemas, por conta da retenção de líquidos, urina escassa e escura, afirma o médico Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes. Contudo, sintomas que podem ser classificados como gerais para essas doenças são: urina com diferente coloração devido a presença de sangue; urina espumosa por conta do excesso de proteinúria; irregularidades na pressão arterial, edemas por conta da retenção de líquidos e fadigas resultantes da insuficiência renal.

O diagnóstico pode ser feito por exames clínicos, como o de urina e o de sangue, porém para casos mais delicados é indicado uma bateria de exames mais detalhados, como os exames de imagem bastante utilizados na medicina: radiografias, ultrassonografias ou, ainda, uma tomografia computadorizada, por último há a biopsia, exame minucioso que extrai um pequeno pedaço do tecido, este que é levado para a análise.

Como a glomerulonefrite tem causas e sintomas diferentes, o tratamento também possui diversas facetas, ressalta o Dr. Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, mestre e doutor em urologia pela Universidade de São Paulo. O uso de remédios controlados para controlar a doença é primordial nos diferentes estágios. Também é indicado a redução no consumo de alimentos protéicos ricos em sal e em água, a fim de controlar a pressão arterial, e a ingestão de diuréticos e antibióticos por conta do funcionamento renal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Ultimas Notícias

Atirador deixa ao menos um morto em escola nos EUA

Uma pessoa morreu e outra, um policial, ficou ferida após a ação de um atirador em uma escola em Knoxville, no estado americano do...

Tiroteio em frente a hospital de Paris deixa ao menos um morto e um ferido

Em frente ao hospital privado Henry Dunant, em Paris, na França, um homem foi morto e uma agente de segurança ficou gravemente ferida nesta...

Morte de homem negro pela polícia desperta novos protestos em Minneapolis

O assassinato de um jovem durante uma blitz policial em Minneapolis, nos Estados Unidos, provocou indignação em todo o país e despertou novos protestos...