Global Statistics

All countries
159,713,930
Confirmed
Updated on 11 de May de 2021 11:02
All countries
138,370,952
Recovered
Updated on 11 de May de 2021 11:02
All countries
3,320,104
Deaths
Updated on 11 de May de 2021 11:02

Distúrbios geniturinários: quais são os mais comuns?

Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes é médico urologista, formado pela Universidade Federal de São Paulo e ex-presidente da Sociedade Brasileira de Urologia – Seccional RJ (2010/11). Atualmente atua como cirurgião geral, com especialidade em prostatectomia robótica, cujo qual escreveu o livro intitulado “Cirurgia Minimamente Invasiva”. No artigo de hoje ele irá explicar o que é a urologia e quais são os distúrbios geniturinários mais comuns.

A urologia é uma especialidade da medicina que estuda o trato urinário masculino e feminino, além do sistema reprodutor dos homens. Os médicos que possuem especialização nesta área são chamados de urologistas e estudam para tratar, cuidar e acompanhar pacientes com distúrbios urológicos. A especialidade combina o acompanhamento de condições não-cirúrgicas como, por exemplo, infecções do trato urinário, e de condições cirúrgicas, como a correção de anomalias congênitas e o tratamento cirúrgico de cânceres. Estas anomalias na região genital são conhecidas como distúrbios geniturinários. Saiba agora quais são os distúrbios geniturinários mais comuns e entenda como é feito o tratamento deles.

  • Infecção urinária: Mais comum em mulheres, a infecção pode ser causada por bactérias ou vírus, que atingem a uretra e a bexiga. A enfermidade causa dores fortes e ardência ao urinar, além de querer ir ao banheiro constantemente. O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes diz que dependendo do tipo a infecção pode causar também febre e sangue na urina. O tratamento se dá com o uso de antibióticos e anti-inflamatórios. 
  • Insuficiência renal: Geralmente é consequência de outra doença que danificou o rim, como a pielonefrite. O rim vai perdendo gradualmente a função de filtrar o sangue e, consequentemente, acumulando substâncias que deveriam ser eliminadas pela urina. O diagnóstico é feito por exames de sangue e urina.
  • Pedra no rim: As pedras se formam a partir do acúmulo de sódio e oxalato. Pessoas que bebem pouca água ou têm tendências genéticas sofrem frequentemente com o problema, pois eliminam poucos minerais. O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes ressalta que as pedras podem se formar nos rins e no trato urinário, causando fortes dores, semelhantes às do parto.
  • Incontinência urinária: É frequente principalmente em mulheres idosas e envolve a perda do controle da bexiga, ou seja, a urina pode ser eliminada no simples ato de tossir ou espirrar. O diagnóstico é feito através de um relato diário de como urinou e quantas vezes precisou ir ao banheiro, que tem por objetivo verificar o quanto de urina foi produzida e o quanto permaneceu na bexiga após urinar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Ultimas Notícias

Escalada de violência: Palestinos disparam mísseis em Jerusalém

Manifestantes palestinos  dispararam ao menos sete mísseis contra áreas israelenses de Jerusalém na tarde desta segunda-feira (10). A violência fez com que moradores da...

Pioneiro da internet no Brasil, empresário Aleksandar Mandić morre aos 66 anos

Considerado um dos pioneiros da internet no Brasil, Aleksandar Mandić morreu na tarde desta quinta-feira, 6, aos 66 anos. A informação foi anunciada por...

Chanceler França terá primeira conversa com secretário de Estado dos EUA

Está prevista para os próximos dias, possivelmente na semana que vem, a primeira conversa entre o chanceler Carlos Alberto França e Antony Blinken, secretário...