Global Statistics

All countries
137,340,109
Confirmed
Updated on 13 de April de 2021 07:29
All countries
110,515,402
Recovered
Updated on 13 de April de 2021 07:29
All countries
2,961,411
Deaths
Updated on 13 de April de 2021 07:29

Vitória de Biden restaura tradição de ‘Primeiro Cão’ da Casa Branca

Empossado em janeiro de 2017, Donald Trump foi o primeiro presidente dos Estados Unidos em mais de um século a não ter nenhum animal de estimação. Agora, é esperado que o presidente eleito, o democrata Joe Biden, retome a tradição na Casa Branca.

A partir de janeiro, os pastores alemães Champ e Major devem perambular pela residência oficial e sede do poder Executivo dos EUA. Já conhecidos do público por fotos junto à família, os cães contam inclusive com páginas feitas por fãs no Twitter. 

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Dr. Jill Biden (@drbiden) em 26 de Ago, 2020 às 4:04 PDT

O cão Champ, que teve o nome escolhido pelos netos de Biden, já acompanha o democrata desde 2008, quando foi eleito vice-presidente, tendo sido uma promessa de sua esposa, Jill.

“Faço um acordo com você: se você for escolhido vice-presidente para concorrer à eleição e for eleito, você pode ter um cachorro”, contou Biden a repórter no dia da eleição de 2008, sobre a fala de sua esposa.

Continua após a publicidade

Já Major, preto com as patas mais claras, foi adotado em 2018 em um abrigo em Delaware. 

Há anos, animais de estimação são uma tradição entre presidentes. Mais recentemente, Barack Obama (2009-2017), tinha os cães d’água portugueses Bo e Sunny. George W. Bush (2001-2009) tinha Miss Beazley e Barney, ambos da raça terrier escocês, estrelas de uma campanha de vídeos de Natal da Casa Branca.

Outros presidentes foram um pouco além, não se limitando a cachorros como seus animais domésticos. Segundo Jennifer B. Pickens, autora de “Pets at the White House”, Theodore Roosevelt (1901-190) tinha dezenas de animais, incluindo uma galinha de uma perna só, cobras e cavalos.

Durante o governo de John F. Kennedy (1961-1963), o animal da Casa Branca era um pônei, presenteado pelo vice-presidente Lyndon B. Johnson à filha de Kennedy, Caroline. Embora ficasse mais tempo em um estábulo na Virgínia, era comum vê-lo passeando pelos jardins. De tão famoso, Macaroni chegou até mesmo a aparecer na capa da revista Life.

Continua após a publicidade

Ultimas Notícias

Atirador deixa ao menos um morto em escola nos EUA

Uma pessoa morreu e outra, um policial, ficou ferida após a ação de um atirador em uma escola em Knoxville, no estado americano do...

Tiroteio em frente a hospital de Paris deixa ao menos um morto e um ferido

Em frente ao hospital privado Henry Dunant, em Paris, na França, um homem foi morto e uma agente de segurança ficou gravemente ferida nesta...

Morte de homem negro pela polícia desperta novos protestos em Minneapolis

O assassinato de um jovem durante uma blitz policial em Minneapolis, nos Estados Unidos, provocou indignação em todo o país e despertou novos protestos...