Global Statistics

All countries
137,730,943
Confirmed
Updated on 13 de April de 2021 14:44
All countries
110,744,834
Recovered
Updated on 13 de April de 2021 14:44
All countries
2,964,848
Deaths
Updated on 13 de April de 2021 14:44

Estudo aponta que uso de PMMA é método mais seguro para aumento de glúteos

O bumbum é uma das partes do corpo da mulher que mais desperta a vaidade nas brasileiras. Na academia há inúmeras séries de exercícios que prometem alcançar o famoso “bumbum na nuca”, mas fato é que muitas acabam buscando procedimentos estéticos para o aumento de glúteos.

E qual seria o método mais seguro? Segundo um grupo de médicos brasileiros, que realizou um estudo sobre o assunto, a bioplastia – ou preenchimento – com PMMA apontou índice de complicações inferior ao apresentado por outras técnicas como lipoescultura e implante de silicone.

Embora o PMMA (polimetilmetacrilato) seja uma substância geralmente associada à procedimentos polêmicos, o médico e pesquisador Roberto Chacur garante que trata-se de uma percepção equivocada. “Casos de rejeição ou deslocamento do produto são causados por substâncias clandestinas no mercado. Silicone líquido industrial é a principal causa de complicações, sendo responsável por migração, linfedema (bloqueio dos vasos linfáticos) e silicose (alojamento do produto no pulmão)”, explica Chacur, coordenador da pesquisa. O silicone líquido, assim como o hidrogel, são substâncias proibidas pela Anvisa, ao contrário do PMMA, utilizado na medicina há mais de 70 anos

O trabalho sobre preenchimento de glúteos com PMMA foi publicado em junho deste ano pela revista Plastic and Reconstructive Surgery, publicação ligada à Sociedade Americana de Cirurgia Plástica. Os médicos brasileiros acompanharam por 10 anos mais de 1,6 mil pacientes que realizaram uma ou mais sessões de aumento de glúteos com a substância. Entre os casos analisados não houve registros de rejeição, migração, deslocamento do produto ou infecção tardia.

Segundo a publicação, em mais de 2,7 mil procedimentos realizados, o índice de intercorrência foi de apenas 1,88%. Outros estudos citados no trabalho chegam a apontar taxas de 30% de complicações nos casos de procedimentos com implante de silicone e 10% em procedimentos de lipoescultura.

Busca por procedimentos não invasivos aumenta

No último censo divulgado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em 2016, o número de procedimentos estéticos não cirúrgicos realizados no Brasil teve um aumento de 390% com relação ao senso 2014. Os preenchimentos faciais e corporais, também conhecidos como bioplastia, e a aplicação de toxina botulínica, lideram o segmento.

Apesar de ser uma técnica conceitualmente simples, sem necessidade de cortes ou internação, Chacur reforça que o preenchimento é um procedimento médico sujeito a uma série de especificidades. “O profissional precisa traçar um plano de aplicação, fazer a escolha correta da concentração de PMMA, ter a capacidade de identificá-lo anatomicamente, além de ter bom senso estético e a habilidade para distribuir uniformemente o produto”, conclui o médico.

https://www.terra.com.br/noticias/dino/estudo-aponta-que-uso-de-pmma-e-metodo-mais-seguro-para-aumento-de-gluteos,dd3233f1be11d2be3df147bceb976e7at3oryc6c.html

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Ultimas Notícias

Atirador deixa ao menos um morto em escola nos EUA

Uma pessoa morreu e outra, um policial, ficou ferida após a ação de um atirador em uma escola em Knoxville, no estado americano do...

Tiroteio em frente a hospital de Paris deixa ao menos um morto e um ferido

Em frente ao hospital privado Henry Dunant, em Paris, na França, um homem foi morto e uma agente de segurança ficou gravemente ferida nesta...

Morte de homem negro pela polícia desperta novos protestos em Minneapolis

O assassinato de um jovem durante uma blitz policial em Minneapolis, nos Estados Unidos, provocou indignação em todo o país e despertou novos protestos...